Tradução

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

REPROGRAME-SE PARA O NOVO ANO

O Ser Humano Integral tem uma estrutura quaternária: A primeira é a estrutura funcional, representada pelos padrões mentais que direcionam todo o organismo. A segunda é a estrutura energética, composta pelas emoções positivas ou negativas, originadas nos padrões mentais. A terceira é a estrutura bioquímica, através da qual os comandos emocionais de energia são transformados em comandos bioquímicos, fluindo pelo meio líquido do corpo. A quarta é a própria estrutura do corpo físico, a qual reflete tudo aquilo que ocupa a mente.
Habituadas aos conceitos científicos que vigoraram nos últimos séculos, as pessoas percebem as situações adversas como algo externo a si mesmas, perdendo contato com o poder de harmonização que já existe em seu interior. Este poder auto-organizador, que já constitui a essência do Ser Humano, é a base da saúde física, emocional, mental e espiritual, acessível a todos aqueles que se dispõem a dedicar um pouco do seu tempo, em busca do autoconhecimento. Quando isso acontece, para sua própria surpresa, a pessoa descobre que sua mente inconsciente, que é inteligente e poderosa, através de uma linguagem simbólica, como a linguagem dos sonhos, comanda todo o organismo, contribuindo para que ela seja feliz ou infeliz; bem ou mal sucedida; saudável ou não. Aliás, o termo saudável tem o mesmo radical lingüístico de salvação, significando estar a salvo de algo prejudicial à saúde ou à vida.
Quando em estado de relaxamento, o inconsciente, que corresponde ao Sistema Nervoso Autônomo, torna-se acessível às sugestões do consciente, permitindo a substituição de padrões mentais negativos, por outros mais positivos, o que, por sua vez, irá se refletir em todos os aspectos da vida de uma pessoa.
Partindo deste conhecimento e, aproveitando a chegada de um novo ano, reprograme-se, estabelecendo metas construtivas para si mesmo:
Procure um lugar tranqüilo, sente-se confortavelmente, feche os olhos e comece a respirar bem fundo. Perceba que a princípio, as preocupações que habitualmente ocupam a sua mente começam a vir à tona. Imagine-as saindo como pequenas bolhas de sabão, estourando diante de seus olhos e, imediatamente, desaparecendo. Faça isto, até que nenhum outro pensamento interferente apareça. Desta forma, você estará aquietando a sua mente consciente, para que ela se conecte com a sua Sabedoria Interna, guardada no mais profundo do seu Inconsciente.
Faça, então, uma revisão do ano que terminou. Coloque-se como observador de sua própria vida. Faça isto sem julgamentos ou culpas. Lembre-se de que erros e acertos são formas de aprender o que fazer e o que não fazer. Olhe para os seus erros e perdoe-se, porque você fez o melhor possível, de acordo com o seu conhecimento naquele momento. Se as emoções aparecerem, deixe-as sair livremente: Traga à consciência a raiva, o medo, a tristeza ou a dor que tais acontecimentos lhe causaram, libertando-se das emoções negativas. Se você quiser uma representação mais concreta para si mesmo, escreva tudo isto numa pequena folha de papel e queime-a. Olhe a chama consumindo suas frustrações, e pense no que você pode retirar de positivo dos seus próprios erros. Lembre-se de que, com os erros, aprendemos o que não fazer. Deixe sua mente descansar, serenamente, por alguns minutos, concentrando a sua atenção, em sua própria respiração; apenas sentindo-se vivo/viva.
Imagine, agora, que você está no início de um novo caminho de vida, onde você encontra uma mochila com todos os recursos que você trouxe, para cumprir a sua missão existencial. Pegue a mochila, abra-a e, com os olhos da sua mente, veja o que ela contém... Quais são as suas habilidades naturais; aquilo que você sabe fazer muito bem; aquilo que você é capaz de realizar e que lhe traz prazer. Imagine-se pronto para seguir seu caminho, e olhe à sua volta: A paisagem à direita representa a sua percepção racional em relação à vida, e a paisagem à esquerda, representa a sua percepção emocional. Observe o que aparece, e busque compreender como o seu Inconsciente representa estas percepções. Observe se no seu caminho aparecem impedimentos, e como você lida com eles. Aprenda com a Sabedoria da Vida, que o rio alcança o mar, porque contorna os obstáculos. Procure perceber que, em algumas situações, você pode estar sendo radical ou intransigente, e isto pode estar lhe impedindo de ser bem sucedido (a). Reprograme-se para ser mais flexível, adaptando-se melhor aos imprevistos, para que você possa atravessá-los e seguir em direção às suas realizações.
Com os olhos da sua mente, olhe para o seu objetivo, lá adiante. Veja-se agindo, ouça-se falando, e sinta-se realizando esta meta. Busque seus sentimentos neste momento. Deixe que o prazer da realização vibre por todo o seu Ser. Imagine-se olhando para o caminho percorrido, e perceba qual foi o passo importante, que permitiu que você alcançasse o seu objetivo de vida. Este é o ponto principal, sobre o qual você poderá promover mudanças de comportamento, transformando-se numa pessoa mais positiva e construtiva. Imagine-se tendo concretizado o seu objetivo - Estabeleça metas positivas e que só dependam de você mesmo (a) para serem concretizadas – Avalie a viabilidade dessas metas. A diferença entre um sonho e um projeto é o conhecimento dos passos que conduzem ao objetivo estabelecido.
Deixe que estas novas informações tomem consistência em todo o seu Ser e prepare-se para 12 meses promissores e Plenos de Realizações. Feliz Ano Novo!

Sueli Meirelles - Professora, Pesquisadora e Especialista em Psicologia Clínica. CRP 05/11601. MBA em Gestão de Projetos. Escritora e Palestrante.

Site: www.suelimeirelles.com
Whatsapp: 55 22 99955-7166
suelimeirelles@gmail.com

domingo, 11 de dezembro de 2016

CENÁRIOS - Artigo



                Todas as medidas de tempo e espaço são meros referenciais, para nossa organização no mundo tridimensional em que vivemos. Assim como as fronteiras geográficas delimitam espaços entre cidades e países, sem que tenham formas físicas delineadas, as medidas de tempo: Segundos... Dias, meses, anos... Séculos, são conceitos culturais que nos permitem agendar compromissos e medir o tempo durante o qual permanecemos numa reunião, no trabalho, no laser ou até mesmo no planeta Terra, em termos de duração de vida. Porém, verdadeiramente, o tempo não existe! É uma ilusão! Segundo Platão, Filósofo Grego, em seu texto O Mito da Caverna, o que chamamos de realidade, são apenas as sombras projetadas na parede fronteira, pela Luz que vem do exterior. E isto muda tudo! Mas, sem a ilusão das medidas de tempo e de espaço, nossa vida concreta seria caótica. Assim sendo, convencionamos que mais um ano está chegando ao final. O que podemos dizer de 2016? Que palavras melhor poderiam definir o ano que termina? Confuso, difícil, inseguro, sofrido... Ano de desconstrução civilizatória? Ano de expurgo? Ano de realizações, para quem? Certamente formaturas, casamentos, nascimento de filhos, viagens... Afinal, toda situação tem dois lados!...
E agora? O que temos pela frente? Quais os caminhos que se apresentam em 2017? Através das Redes Sociais e Canais do Youtube, nas mídias sem edição dos novos tempos, uma infinidade de ângulos e cenários apontam numa mesma direção: Com certeza absoluta, estamos vivendo um tempo de intensas transformações. Mas, que transformações são essas? Elas variam desde as referências esotéricas e espiritualistas ao planeta Nibirú, que com sua energia densa afetará o campo eletromagnético da Terra, o campo mental e emocional da humanidade, a ecologia do planeta, etc... Até o comportamento da própria humanidade, que gera os movimentos migratórios, as guerras localizadas, as possibilidades de uma revolução, pelo esgotamento das reservas financeiras e emocionais do povo brasileiro e talvez do mundo!?... O que virá?
Esperamos e pedimos aos céus, que o bem prevaleça! E este é o ponto principal: Neste plano de dualidade em que vivemos o bem e o mal, a luz e a sombra habitam dentro de cada um de nós, seres humanos. Pensamentos positivos e negativos desafiam nossas escolhas e disputam nossas ações. Livre Arbítrio é  a Lei Maior da evolução! O que vamos privilegiar? Se dermos atenção ao negativo, ele será alimentado e, certamente irá se manifestar em nossa realidade. Quem olha para o céu, vê o céu; quem olha para o chão, vê o chão. Que direção nós daremos aos nossos olhares, nesta virada de ano? Que probabilidades nós queremos visualizar para 2017? As pesquisas nos mostram que se tivermos 10% de membros de uma espécie sintonizados em novo padrão de comportamento, os outros 90% seguirão o modelo. Vamos então pedir por dias melhores, de uma forma bem simples? Junte suas mãos em prece, oração, reza... Diante do peito. Concentre sua atenção em seus dedos polegares (dedo da proximidade) e peça melhores pensamentos, sentimentos, palavras e ações para os seus familiares para que as relações sejam mais haromônicas. Concentre sua atenção em seus dedos indicadores (dedo da acusação) e peça melhores pensamentos, sentimentos, palavras e ações para todos os que divergem entre si; peça que os opostos se tornem complementares e que as relações sociais sejam melhores. Concentre sua atenção nos seus dedos médios (dedo da liderança) e peça melhores pensamentos, sentimentos, palavras e ações para todos aqueles que têm as tarefas decisórias das empresas, da justiça, dos governos, da política, das nações. Concentre sua atenção nos seus dedos anulares ( dedo dos anulados) e peça por todos os que sofrem ( idosos, crianças, doentes, presidiários, imigrantes, os que têm fome ou sede, os que estão sem casas ou empregos e peça melhores pensamentos, sentimentos, palavras e ações, para que eles possam resgatar seus direitos, auto-estima e dignidade. Concentre a sua atenção nos seus dedos mínimos ( dedo da humildade) e peça para si mesmo (a), melhores pensamentos, sentimentos, palavras e ações, conscientemente sabendo que, se você mudar seu padrão mental, neste exato momento e cada emanação de vida, no Planeta Terra fizer o mesmo, instantaneamente, tudo será diferente. Vamos experimentar...?

SUELI MEIRELLES: Professora, Pesquisadora e Psicóloga Clínica do CIT – Colégio Internacional de Terapeutas e Coordenadora do CIT/BRASIL
Hipnoterapeuta e Terapeuta de Regressão, há 30 anos cuidando do Ser Humano Integral.
Criadora do Método Meirelles de Reprogramação Mental
 Fundadora e Coordenadora do Instituto Vir a Ser e do CARROSSEL DE LUZ – Grupo de Pesquisas Noéticas.
Membro do CIT/ALUBRAT/UNIPAZ/IONS
Consultora em Desenvolvimento Humano, Saúde Integral, Ecologia Integral, Educação para a Paz e Implementação de Projetos Sociais.

Site: www.suelimeirelles.psc.br

           Email: suelimeirelles@gmail.com