Tradução

terça-feira, 28 de novembro de 2017

CURA E TRANSCENDÊNCIA - Live 30/11/17 - Página Sueli Meirelles - Facebook


Paralelamente a todo o avanço tecnológico da segunda metade do século XX, o inconsciente coletivo da humanidade jamais deixou de estabelecer uma ligação entre a cura e o potencial transcendente de fé.
 Apesar das pressões do pensamento materialista, nossa Sabedoria Interior persistiu acreditando numa dimensão maior do que a realidade em que estamos mergulhados. Hoje, a própria Organização Mundial de Saúde define o conceito de saúde como “O bem-estar físico, emocional, mental e espiritual do ser humano”.
 No alvorecer do terceiro milênio, finalmente admitimos que somos seres espirituais vivendo num plano material. Esta verdade inegável nos foi ensinada, há dois mil anos atrás, por Aquele que, dentro do pensamento cristão, foi o Maior Terapeuta de todos os tempos: O Mestre Jesus.
As curas por Ele realizadas levam-me a refletir sobre os requisitos básicos para que a saúde se restabeleça em nosso organismo e sobre qual a nossa parcela de responsabilidade neste processo. Convido você, leitor, para que de agora em diante, se delicie comigo em tão Sublime Companhia, buscando através do próprio inconsciente, nas entrelinhas deste texto, as memórias  que as palavras deixam escapar, pois sabemos que tudo o que pudermos escrever, ainda é muito pouco diante de tudo que nos foi ensinado por Ele... Mas esta é uma percepção inconsciente. A partir de agora, vamos, conscientemente, desvelar os sentidos ocultos que se perderam através dos tempos e resgatar estes preciosos conhecimentos> Assista a Live sobre o tema na página pessoal de Sueli Meirelles, no Facebook


O artigo na íntegra pode ser encontrado no Blog do Carrossel de Luz: https://carrosseldeluz.blogspot.com




segunda-feira, 20 de novembro de 2017

OS DOZE PASSOS DA JOVIALIDADE - Palestra Online 23/11/17 - na Página Sueli Meirelles - Facebook


Pediram-me para falar sobre os 12 passos da jovialidade. Aqui vão:

 1- Tenha fé absoluta.
 2- Faça o que ama e ame o que faz.
3. Faça exercício regulares.
4. Tenha uma alimentação saudável.
 5- Cuide das pessoas, dos animais e das plantas.
 6- Seja humilde e aprenda com os seus erros.
 7- Comemore seus acertos e fortaleça a sua auto-estima.
 8- Realize o que veio realizar na sua existência. 
9- Lembre-se de que está no Planeta de passagem.
 10- Recolha as aprendizagens da Escola da Vida. 
11- Transforme-se, a cada dia, numa pessoa melhor.
 12- Desenvolva serenidade e prepare-se para a partida, levando desta vida o que doou de si mesmo(a). Assim, terá valido à pena viver!



quinta-feira, 16 de novembro de 2017

DE ONDE VEM O MAL


“As coisas más que são feitas sobre a Terra,
 são praticadas por seres humanos.
Nós não podemos pôr a culpa disso nas plantas
Ou nos animais... Mas, se você
 e eu não somos maus, quem é mau?”
(Donovan Thesenga)

            Embora nossa cultura nos imprima uma visão dualista, segundo a qual as pessoas são totalmente boas ou más, não é isto o que ocorre dentro dos seres humanos. O bem e o mal coabitam em nosso interior, ocupando três camadas distintas: O Eu Idealizado (aquilo que queremos que os outros saibam que nos somos), o Eu Inferior (aquilo que não queremos que os outros saibam que nos somos) e o Eu Superior (aquilo que muitas vezes nem sabemos que nós somos).
            O Eu Idealizado corresponde à nossa personalidade, à máscara que utilizamos na vida em sociedade, na tentativa de sermos amados e aprovados por aqueles com quem convivemos, como se não pudéssemos existir, independentemente da opinião alheia, espelho através do qual buscamos a nossa auto-imagem idealizada.  Nosso Eu Idealizado luta, mente e esconde tenazmente os nossos defeitos, temendo a crítica e a desvalorização social, que imaginamos que irá nos atingir e nos abater, se nossos erros forem descobertos. Na tentativa de sustentar esta máscara, muitos de nós acabamos por conseguir justamente o efeito contrário, já que, em situações de alta pressão social, esta casca tende a se romper, colocando à mostra os defeitos, a tanto custo escondidos.
            O Eu Inferior corresponde a todos os aspectos de nossas personalidades que tememos que os outros venham a descobrir: Nele estão a inveja, a infidelidade, o orgulho, a vaidade, a negligência, a ganância, e todas as demais imperfeições humanas, sustentadas por sentimentos de raiva, medo, tristeza, dor, ódio, e que tanto mal fazem a própria humanidade. Apesar de estarem polarizados negativamente, e realmente causarem mal, estes defeitos constituem potenciais de energia psíquica igualmente úteis para o desenvolvimento humano. O grande segredo da transformação interior consiste exatamente em aceitarmos, dentro de nós mesmos estes sentimentos, conhecê-los nos contextos em que foram criados, para que possamos exercer sobre eles a força de vontade necessária para transformá-los em motivações para o nosso crescimento interior. O que dificulta este processo é justamente a idéia de que teremos que anular nossos desejos, para nos transformarmos em seres humanos insípidos, destituídos do prazer de viver e de usufruir tudo aquilo que a vida pode nos oferecer de bom. Esta é uma idéia distorcida sobre a evolução humana, que faz com que a transformação interior seja sentida como morte ou aniquilação de si mesmo. Na luta por combater estes fantasmas internos, acabamos percebendo-os em nossos semelhantes, o que origina as crises de relacionamento, nos diferentes níveis em que elas ocorrem, sejam no contexto familiar, profissional, social, nacional ou internacional.
            Quando nos abrimos corajosamente para o autoconhecimento, nossos fantasmas internos tornam-se menos ameaçadores, e podemos começar a não combate-los – o que seria simplesmente inútil - mas a compreendê-los em suas necessidades e a atender a essas necessidades, através de comportamentos mais construtivos, gradualmente desenvolvendo novos valores de vida.
            Quando descobrimos a coragem de empreender a travessia dos pântanos da nossa alma, descobrimos o caminho para o Eu Superior, onde o melhor de nós mesmos nos aguarda, como um prêmio pelo esforço empreendido. A descoberta dessas qualidades já desenvolvidas funciona como estímulo e apoio para a decisão de continuarmos o processo de transformação do Eu Inferior, pouco a pouco somando estes potenciais recém-transformados àqueles recém-descobertos, até que todo este potencial positivo recém-agregado impulsione cada um de nós para a manifestação exterior daquilo que realmente viemos ser. Encontrar a missão existencial traz-nos o prazer da realização pessoal, sem a qual todas as conquistas tornam-se satisfações passageiras, que o ego deixa para trás, em busca de novas metas ilusórias. Ao contrário do que pensávamos antes, a descoberta do Eu Superior nos religa com a verdadeira paz interior e com o verdadeiro prazer de viver, agora livre das ameaças inconscientes de sermos descobertos, a qualquer  momento, em nossas fantasias de sermos perfeitos, segundo os modelos culturais que nos foram transmitidos.
            Quando descobrimos que não somos nem maiores nem menores do que aquilo que realmente somos, do ponto de vista evolutivo, podemos objetivamente, combater o mal, não no mundo à nossa volta ou nos nossos semelhantes, mas naquela parcela de mal pela qual somos responsáveis, através de nossos próprios comportamentos. Ao mesmo tempo em que desistimos de mudar o mundo a nossa volta, percebemos que podemos mudar o nosso mundo interior, reativando uma força amorosa e contagiante de acolhimento àqueles que se dispõem a esta difícil travessia para o mundo melhor que todos nós desejamos.

       
SUELI MEIRELLES - Professora, Pesquisadora e Especialista em Psicologia Clínica. Consultora em desenvolvimento Humano, Saúde Integral, Ecologia Integral e Educação para a Paz. Escritora e Palestrante.
Site: www.suelimeirelles.com
Contato: suelimeirelles@gmail.com
Whatsapp: 55 22 999.557.166


PERCEPÇÃO EXTRA-SENSORIAL Palestra Online 16/11/17 na Página Dra. Sueli Meirelles


Percepção Extra-Sensorial é a capacidade de perceber outras dimensões de realidade, em estados superiores de consciência. Ocorre pela ativação das Glândulas Hipófise e Pineal e pode ser espontânea ou induzida. 
É um potencial inerente às pessoas sensitivas, que apresentam mais cristais de apatita na glândula pineal, independentemente de seguirem alguma tradição religiosa ou não. Estas pessoas são intuitivas e abertas à espiritualidade. 
Alguns mitos atrapalham as pesquisas neste campo, pelo medo da loucura, medo do ridículo ou pela crença de que este fenômenos somente acontecem com pessoas que seguem tradições religiosas específicas.

Conforme pesquisa realizada pelo Dr. Pierre Weil (introdutor da Psicologia Transpessoal no Brasil), na Universidade Federal de Minas Gerais, em 1975, a mente humana tem a capacidade de movimenta-ser no tempo (ela é atemporal) e no espaço (fenômeno não local), apreendendo informações não acessíveis à realidade tridimensional.
Estas pessoas podem apresentar, entre outros, os seguintes fenômenos: 
1. Regressão
2. Premonição
3 Identificação com célula ou órgão
4. Identificação com o Reino Mineral, Vegetal ou Animal
5 Identificação com grupos
6 Clariaudiência
7. Clarividência
8. Psicografia
9. Canalização






segunda-feira, 13 de novembro de 2017

CURSO DE TÉCNICAS DE REPROGRAMAÇÃO MENTAL


 APRESENTAÇÃO:

Completando 31 anos de atividade profissional em 16/08/16, com um Banco de Dados de cerca de 3.000 casos clínicos, Sueli Meirelles selecionou as técnicas mais produtivas da ATH- Abordagem Transdisciplinar Holística em Psicoterapia (Movimento de Síntese entre a Psiconeurolinguística, Bioenergética, Gestalt-Terapia, Psicologia Transpessoal, Física Quântica e Tradições da Humanidade), criando um método próprio e bem sucedido: MÉTODO MEIRELLES DE REPROGRAMAÇÃO MENTAL.

Estas técnicas estão agora disponíveis para você, Estudante ou Profissional da Área da Saúde e Educação (Médicos, Psicólogos, Fonoaudiólogos, Psicopedagogos, Assistentes Sociais...), através do GDT – Grupo Didático Terapêutico, onde você terá a oportunidade  imperdível de vivenciar as técnicas como cliente e aplicá-las em sua área de atuação, de forma dinâmica e produtiva, para que seu cliente ou aluno alcance  resultados afetivos e efetivos e transforme a própria vida.



PROGRAMA

14/07/18 –  I Seminário - Ética e Postura Profissional – Modelos Administrativos – A Entrevista Inicial em ATH.

11/08/18 – II Seminário - Identificação da Dinâmica Psíquica (Técnica: O Animal).

08//09/18 – III Seminário - Técnica de Reprogramação da Infância (Técnica: O Álbum).

13/10/18 – IV Seminário -  Técnica de Identificação de Bloqueios Psíquicos (Técnica: A Torre).

10/11/18 – V Seminário - Técnica de Esvaziamento de Cargas Emocionais (Técnica: As Nuvens).

08/12/18 – VI Seminário - Técnica de Despedida de Entes Queridos (Técnica: O Jardim).

12/01/19 – VII Seminário - Técnica de Equilibração das Funções Psíquicas (Técnica: Quatro Funções).

09/02/19 – VIII Seminário - Técnica de Integração de Partes Psíquicas (Técnica: PAAC).

09/03/19 – IX Seminário - Técnica de Diálogo com o Sintoma (Sala de Exames).

13/04/19 – X Seminário - Técnica de Contato com o Eu Superior (Técnica: A Gruta do Coração)

11/05/19 - XI Seminário - Técnica de Avaliação para Alta (O Lago).

08/06/19 - XII Seminário -  Apresentação de Trabalhos – Encerramento.

HORÁRIOS e ATIVIDADES

9:00 às10:00 - Prática

10:00 às 10:15 - Coffee Break
10:15 às 12:00 - Teoria

12:00 às 14:00 - Almoço
14:00 às 15:45 - Treinamento
15:45 às 16:00 - Coffee Break
16:00 às 17:00 - Supervisão

Investimento: R$250,00 mensais

SUELI MEIRELLES: Especialista em Psicologia Clínica, com formação em Regressão de Memória, Hipnose Ericksoniana, Reprogramação Mental, Psiconeurolinguística, Bioenergética, Gestalt-Terapia e Psicologia Transpessoal. MBA em Gestão de Projetos. Fundadora e Coordenadora do INSTITUTO VIR A SER. Consultora em Desenvolvimento Humano, Saúde Integral, Ecologia Integral, Educação para a Paz e Implementação de Projetos. Membro da UNIPAZ – Universidade Internacional da Paz = ALUBRAT – Associação Luso Brasileira de Psicologia Transpessoal – IONS – Institute of Noetic Science. Escritora e Palestrante.
Ivenstimento e Contato para agendamento de Entrevista Inicial e Matrícula: 55 (22) 999.557.166  (R$200,00)

Depoimentos de quem já participou: 


"Fazer o curso de ATH- Técnicas de Reprogramação Mental, com a Profa Sueli Meirelles, foi um "divisor de águas" na minha vida e consequentemente, na minha carreira.
Foi uma experiência fantástica e única. 
 É um curso intenso, com muito conteúdo a oferecer e de uma forma vivencial, que o deixa agradável e de simples compreensão.
Nós vivemos cada técnica e isso facilita a aplicação nos nossos clientes/pacientes, e também faz com que sejamos pessoas melhores, já que nós somos o instrumento de estudo.
Digo aqui que o que eu aprendi em um ano de curso supera todos os anos de graduação que fiz, e o mais importante, a vontade de querer sempre aprender mais e ser uma pessoa melhor a cada dia. Isso se reflete integralmente nos meus atendimentos, trazendo uma grande realização profissional e pessoal."

Priscila Viana, graduada em Psicologia, MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, especialização em Hipnose Clínica. Atuação em atendimento clínico há 11 anos, experiência como psicóloga em instituição de idosos, professora de Gestão de Pessoas e consultoria de Gestão de Pessoas.


.O curso de Técnicas de Reprogramação, tem embasamento teórico em Psiconeurolinguística, Bioenergética, Gestalt-Terapia, Psicologia Transpessoal, Física Quântica e Tradições Sapientais da Humanidade.
. O curso inclui vivências das Técnicas e treinamento de aplicação, configurando um grupo Terapêutico e  de Supervisão, como estudo de casos.
Fazer este curso nos propicia um processo Terapêutico e um instrumento de alívio imediato do sofrimento causado por traumas.
Profissionalmente um instrumento eficaz para tratamento  das dores emocionais, aliviando e integrando partes dissociadas, restaurando a harmonia e o  equilíbrio do ser humano.
O trabalho ganha um aprofundamento das questões que emergem, atuando nas causas.
Agradeço a oportunidade desse aprendizado tão valioso e que nos deixa com um gosto de quero mais!! Gratidão a Prof. Sueli Meirelles, por nos propiciar esse conhecimento!

Leila Mara Pinel Professora do ensino fundamental anos iniciais, Graduação em Pedagogia, especialização em Pedagogia Waldorf e Psicopedagogia

Compartilhe e venha participar! Agora, mais do que nunca, nossa sociedade precisa de ajuda, através de técnicas efetivas de intervenção, para atravessar e crise.


GATOS - Poema

Cristal 


GATOS

Sempre amei os gatos!
Não por caçarem ratos,
Mas por apreciar o miar
Desses seres inteligentes,
Que parecem querer falar.

Seres independentes,
Cheios de predicados:
Da higiene ao andar.

Companheiros amorosos,
Sempre cuidadosos
Por onde vão passar,
Ou ariscos e ligeiros,
Na hora de caçar.

Bichinhos de estimação,
Preciosos companheiros,
Nos momentos de criação.

Contrariando as más línguas,
Que dizem só casas amar.
Esses pequenos felinos,
Entram em nossas vidas,
Para o coração habitar,
E aí permanecerão,
Mesmo depois
Que Deus os levar.





Sueli Meirelles, em 21.01.12, em homenagem ao nosso Gato Pipo, que nos deixou em 31/12/11 e também à charmosa Melody, companheira de infância de meus filhos. A Tequinho, nosso Guardião, que doou sua vida por mim, em Agosto de 2016.  À Cristal, nossa gatinha de estimação, presente em nossas vidas, neste momento.

Compartilhe e incentive o amor pelos animais.


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

CAFEZINHO AMOROSO - Poema



Podem,
Grãos tão pequenos,
Despertar os corações?

Podem,
Grãos tão morenos,
Ativar as emoções?

Mas, a verdade
É que assim aconteceu:

Dois tímidos bancários,
Ultrapassando os horários,
Em busca de erros contábeis,
Acabaram,
Por mãos hábeis,
Enlaçando o próprio eu.

Entre xícaras fumegantes,
Os dois corações amantes
Trocaram olhares ternos,
Jurando amores eternos.

Com laço duradouro,
De sentimento imorredouro,
Transformaram as diferenças,
Em puras bem-querenças.

E até hoje,
45 anos depois,
O café para dois
Ainda é celebrado,
Em encontro marcado,
Tornando-se hábito diário
Do casal septuagenário.
Por incrível que pareça,
E por mais que o vigor esmaeça,
O sabor forte do café,
Hoje tem sentido de fé,
Sustentando a união,
Com carinho e atenção.




[1] Sueli Meirelles, em Nova Friburgo, 19/01/12.  Poema escrito em comemoração ao aniversário de Casamento.

Site: www.suelimeirelles.com

terça-feira, 7 de novembro de 2017

CORES PARA SUA SAÚDE - Palestra Online 09/11/17 - Às 20:00 - Facebook



Em linguagem popular, dizemos que uma situação está "preta" ou "azul", significando que ela está ruim ou boa, mas, de um modo geral, damos pouca importância aos significados das cores, no dia a dia de nossas vidas. Frequentemente, a cor da roupa que uma pessoa escolhe para vestir, pela manhã, está relacionada a sua necessidade daquela frequência vibracional.
Nesta Live, Sueli Meirelles transmite informações básicas sobre a escolha e o uso curativo das cores, bem como a utilização das mesmas em processos de meditação e energização. Conhecimentos simples, que poderão ajudar você a manter a sua saúde, disposição e jovialidade. Esteja online no dia 09/11/17, às 20:00, na página pessoas da palestrante.
Participe, compartilhe e ajude a divulgar essas informações úteis a todas as pessoas.

Link para a Live Cores para sua Saúde: https://www.youtube.com/watch?v=261cu5A6wcE


Site: www.suelimeirelles.com
Whatsapp: 55 22 999.557.166

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

A ARTE DE SER SOGRA - Comportamento


A ARTE DE SER SOGRA
         Em princípio, sogra é o grau de parentesco da genitora de cada um dos membros do casal, mas em ligeira pesquisa nas imagens do Google percebemos o quanto a nossa cultura estigmatiza a figura das sogras, através de jargões pejorativos que em respeito a todas (até porque também sou sogra,) deixo aqui de mencionar. Por que será que isto acontece? Por que as relações entre sogras, genros e noras passam por tantas dificuldades? Vamos ver!
                Em primeiro lugar porque, quando duas pessoas se casam, trazem em suas memórias existenciais, modelos de pai e mãe, que serão internalizado como referenciais de vida. A esposa tende a reproduzir, conscientemente, os aspectos positivos da personalidade de sua mãe, embora também vá apresentar, inconscientemente, os padrões maternos negativos, o mesmo acontecendo com o marido, cuja expectativa em relação a cônjuge será fundamentada nas experiências geradas no relacionamento com sua mãe. Caso algum dos cônjuges tenha vivenciado experiências negativas com madrasta, esses aspectos também irão interferir no relacionamento conjugal.
                Do ponto de vista da sogra, assumir este novo papel, acrescido ainda pelas novas funções de avó (biológica ou adotiva) exige um profundo autoconhecimento e elaboração de sua trajetória de vida: O primeiro movimento é no sentido de ceder sua vez nas comemorações de aniversário, em relação ao primeiro pedaço de bolo, do filho ou filha aniversariante. E, amiga sogra, lembre-se! É necessário ceder a vez para a nora ou genro, que têm direito a esta prioridade. A vez não é mais sua! Você também fez isto com seus genitores.
                A outra questão está relacionada ao amor desapegado aos novos membros da família. Se o seu filho ou filha escolhe alguém, aprenda a amar esta pessoa escolhida, como sua filha ou filho. Isto irá contribuir para a felicidade deles. Mas, se em algum momento do tempo, ocorrer uma separação conjugal, ajude-os a serem amigos, principalmente se tiverem filhos, porque filho não é troféu[1]. Depois, você precisará exercitar seu desapego e abrir espaço em seu coração, para acolher uma nova pessoa, sem criar expectativas... Sabemos o quanto as sogras sofrem com a separação dos filhos ou filhas.
                A mesma coisa, em relação aos hábitos do novo casal, tais como biorritmo, logística de tarefas, frequência de visitas, desentendimentos conjugais, educação dos netos... A lista pode ser longa! Aproveite e faça uma reflexão sobre todos esses aspectos! Lembre-se de que cada geração tem seu modo de vida. Respeite! Coloque-se na posição de consultora e opine apenas quando for solicitada. A vida é deles!... Procure ser equânime e trate seus genro e sua nora com o mesmo carinho dispensado aos seus filhos. Abra espaço no seu coração e adote-os, identifique afinidades e reconheça suas qualidades naturais, contribuindo para a união familiar.
                Aproveite também para olhar para as vantagens de sua nova posição: Você poderá curtir seus netos, sem a obrigação de educá-los ou sustentá-los. Brinque com eles e reavive a sua criança interior. Lembre-se também de que você já cumpriu suas tarefas e se aposentou como mãe. Aproveite o tempo livre de obrigações para curtir o relacionamento a dois se estiver casada. Caso contrário, tenha amigas, saia com elas, cante num coral, curta seus passeios e viagens, estude algo, navegue na Web, dedique-se a um trabalho voluntário, ajude ao próximo e fortaleça a sua fé. Abençoe a si mesma e á sua família, agradecendo pelos novos membros incluídos. Eles não estão aí por acaso... Aprenda as lições da vida e seja uma boa sogra. A felicidade irá bater a sua porta! Acredite!!



Texto de Autoria de Sueli Meirelles: Especialista em Psicologia Clínica (Regressão de Memória, Hipnose Ericksoniana e Reprogramação Mental). Consultora em Desenvolvimento Humano, Saúde Integral, Ecologia Integral e Educação para a Paz. Escritora e Palestrante. Avó, sogra e mãe.


BEBEZINHO DE VERDADE - Conto


THEO

         Quando eu era criança, brincava com minha prima, cerca de seis anos mais nova do que eu, durante o período de férias anuais e, eventualmente, depois do Natal, compartilhávamos nossos brinquedos. Lembro-me de um ano, em especial, em que ela ganhou um “Bebezinho” e eu, uma boneca mocinha, que andava, virando o rosto para um lado e para o outro. Embora a minha boneca também fosse bonita, não era a que eu gostaria de ter recebido como presente, mas, em nossa geração, as crianças não costumavam ser consultadas em suas preferências, ficando ao cargo de “Papai Noel”, as escolhas dos brinquedos que iríamos ganhar, caso tivéssemos sido obedientes e bem comportadas durante o ano, com méritos na caderneta escolar.     Meu instinto materno queria um boneco que fosse parecido com um bebê de verdade. Assim sendo, a única solução que encontrei foi convencer minha prima a trocarmos nossos brinquedos, quando brincávamos de “casinha”, por cerca de cinco minutos, após os quais ela pegava seu “bebezinho” de volta. Esta memória ficou guardada por longos anos, até que, em 22 de Outubro de 1977, aos 29 anos de idade, ganhei uma “Bonequinha Bebezinha” de Verdade: Dei à Luz uma linda menininha que trazia em seu coraçãozinho uma programação para engatinhar, andar, falar, estudar, tornar-se Médica e salvar vidas, em plantões de Emergência e CTI. Nasceu pronta e nos trouxe muitas alegrias. Não foi presente de Papai Noel; foi presente de Deus! Mas a história não termina aqui! Sua formatura foi meu presente de aniversário, em 10/07/10 e, recentemente, a notícia de sua gravidez também veio como presente em 10/07/17. Desconheço os lindos laços afetivos que nos unem em tantas sincronicidades positivas, mas é com meu coração pleno de alegria, que estou curtindo a espera de ter novamente em meu colo, um “Bebezinho de Verdade", que seja um ser pleno de Luz descendo a este planeta, trazendo consigo a renovação de nossas esperanças de um mundo melhor.
         Que você seja muito bem vindo, meu querido Netinho, Theo!

                                                     AMO VOCÊ AGORA E SEMPRE!

 Vovó Sueli Meirelles. Nova Friburgo, em 06/11/17
Site: www,suelimeirelles.com


 (Data da ultra-morfológica)